Como advogar no direito fiscal e tributário

O que é Dívida Ativa da União e como regularizar
2 de outubro de 2018
Novos descontos para pagamento de operações de Crédito Rural – Pronaf e Dívida Ativa (liquidação e moratória)
25 de outubro de 2018

Muitos advogados no início de carreira aspiram poder atuar na área tributária e nunca se falou tanto da importância do advogado tributarista para aumentar a competitividade das empresas. A profissão está em alta, uma simples busca em sites de anúncios de vagas de emprego, mostra o quão atrativo é esse mercado e como ainda faltam profissionais.

Mas sabemos que o Direito Tributário não é simples, por isso, muitos profissionais têm dúvidas sobre o melhor caminho para se tornar um especialista nessa área. Muitos buscam nos cursos de pós-graduação ou MBAs os conhecimentos necessários para atuar nessa área, mas os investimentos podem ser pesados para quem está iniciando no mercado.

Quando questionamos advogados iniciantes no direito tributário, eles nos relatam que as principais dificuldades nessa área é o conhecimento processual tributário, de finanças e contabilidade, assim como as principais teses jurídicas. Contudo, sabemos que a dificuldade pode ser bem maior à medida que se aprofunda no tema.

O Brasil é complexo e burocrático, existem diversos órgãos que atuam em áreas muito semelhantes e isso causa uma confusão para aqueles que não têm completamente claro a competência de cada um deles e os métodos de atuação. Além disso, existem tributos de diversas esferas (municipal, estadual, federal) e cada um desses entes possui procedimentos específicos, sendo impossível uma padronização entre eles. Tudo isso traz uma carga de dificuldade extra para o advogado no desafio de iniciar na carreira tributária.

Mas em um cenário de tantas dificuldades, qual a melhor forma de atuar com direito tributário?

Uma das formas mais seguras para o advogado iniciar nesse ramo é encontrar um parceiro mais experiente que possa lhe apresentar os caminhos da burocracia, da defesa e da atuação ativa. Entretanto, como essa opção não está disponível para todos, o que recomendamos é definir um nicho bem específico de atuação e à medida que o aprendizado se tornar mais consistente, o advogado poderá migrar para outras áreas adjacentes e que permitam incorporar o conhecimento adquirido anteriormente.

Contudo, é cediço que o principal meio que novos advogados buscam para obter conhecimentos é a boa e velha pesquisa no Google, que, na maioria dos casos, levam a informações superficiais e até mesmo equivocadas, podendo comprometer um trabalho e gerar grandes prejuízos para o atuante e seu cliente.

Na atual era que vivemos, seria natural pensarmos que o uso cada vez maior de sistemas de informação tornaria mais fácil a atuação dos profissionais nessa área, mas a verdade é que além da complexidade que o próprio arranjo tributário brasileiro traz, qualquer advogado tributarista terá dificuldade de encontrar informações confiáveis nas pesquisas genéricas da web, pois, além de terem baixa qualidade e pouco conteúdo prático, podem estar defasadas e, assim, trazer mais confusão e preocupação ao advogado que utiliza tal informação (até mesmo de fontes oficiais, que muitas vezes carecem de atualização e revisão constante).

Por outro lado, nos últimos anos, a tecnologia tem se tornado uma grande aliada ao Direito Tributário, possibilitando a criação de sistemas que ajudam a entender e acompanhar simultaneamente a complexidade fiscal sincronizada com os precedentes administrativos e judiciais, propondo soluções para diminuir o passivo dos contribuintes e até mesmo reaver valores indevidos, tudo com base em um sistema integrado e personalizado para defesa, revisão e atuação fiscal e tributária.

Nesse norte, a nossa equipe apresenta a plataforma Vincet, uma proposta de solução tecnológica específica para área de Dívida Ativa.

Se você quiser mais informações sobre o projeto ou gostaria de trabalhar em parceria conosco mande-nos um email.